quarta-feira, 2 de março de 2016

Governo faz acordo com construtora investigada por agiotagem e paga R$ 1 milhão com dinheiro público

do Luis Pablo 

A polícia comandada pelo Governo do Estado investiga crimes de agiotagem no Maranhão. Ocorre que alguns dos investigados tem participação dentro do próprio governo.
É o caso da empresa Pactor Construções e Empreendimentos, que foi contratada pelo secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto e já faturou somente em dois meses (fevereiro e março) um total de R$ 1.057.830,29 dos cofres públicos do Estado.
Dados do Portal da Transparência mostram que foram feitos dois repasses pela Sinfra: o primeiro na última quinta-feira, dia 25, no valor de R$ 200.719,61 e o outro foi feito ontem, dia 1, numa quantia muito maior no valor de R$ 857.110,68.
Na nota de empenho consta que o serviço foi para conservação de rodovias na regional de Santa Inês
A Pactor Construções foi denunciada por envolvimento num esquema de agiotagem durante a Operação “Imperador”, que foi um desdobramento da Operação “Detonando”. A empresa foi citada em um grande escândalo de corrupção que envolve várias prefeituras do Maranhão.
Na época, em abril do ano passado, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão na sede da construtora, e dentre várias outras empreiteiras. A polícia chegou a apontar um prejuízo aos cofres públicos que ultrapassaram os R$ 5 milhões.
O faturamento milionário dessa empresa no Estado desmoraliza a investigação da polícia, que por ser comandada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), não poderá investigar ou prender nenhum membro do governo.
Abaixo imagem do Portal da Transparência:
PACTOR CONSTRUCOES E EMPREENDIMENTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário