terça-feira, 28 de outubro de 2014

Reeleição de Dilma reforça peso político de Roseana, do PT e do PDT no estado

De O Estado
IMG_5334A reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) para mais quatro anos na Presidência da República tem reflexos diretos da correlação de forças políticas no Maranhão. Aliada dos dois principais grupos que entraram na disputa neste ano, a petista viu atuações distintas das diferentes correntes da sua base aliada no estado.
A governadora Roseana Sarney (PMDB), que no primeiro turno garantiu aproximadamente 69% dos votos válidos para a presidente, chegou a prometer 80% no segundo turno. E chegou perto.
Apoiada pela peemedebista, Dilma obteve 78,76% dos votos válidos. O empenho da governadora – que comandou há duas semanas uma importante agenda com o ministro Ricardo Berzoini (Relações Institucionais), prefeitos e lideranças de todo o Maranhão – foi reconhecido ainda na manhã de ontem.
Numa conversa por telefone, Dilma agradeceu à aliada pela dedicação no processo eleitoral e pela parceria desde o primeiro mandato da presidente. A presidente também parabenizou a governadora pelo trabalho que vem realizando em contribuição ao estado e ao país.
“Sou muito grata a você e a todo o Maranhão. Peço que transmita o meu muito obrigado a todos os maranhenses que acreditam na força do seu estado e do nosso país. É também por vocês que vamos fazer mais”, disse a presidente, segundo nota distribuída pela Secretaria de Comunicação Social do Governo do Estado.
Partidos – Entre os partidos que apoiaram a reeleição da presidente Dilma destacaram-se o próprio PT estadual e o PDT. No primeiro caso, a coordenação de campanha conseguiu juntar os cacos de um racha no primeiro turno. A sigla estava oficialmente coligada ao PMDB, de Edison Lobão Filho, mas parte dela marchou ao lado de Flávio Dino (PCdoB). No 2º turno, no entanto, ambas as alas uniram-se em agendas em conjunto para garantir a ampliação da votação da candidata da legenda.
O PDT uniu-se aos dois grupos. Inicialmente comandando reuniões de preparação das atividades de rua, os pedetistas conseguiram levar para a campanha até o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.
“[A vitória da presidente Dilma foi] foi importante para o Brasil e para o Maranhão. O seu segundo mandato será ainda melhor. Sabíamos da importância dessa vitória, daí o empenho de toda a militância”, disse o deputado federal Weverton Rocha, secretário-geral do PDT. Em São Luís, Dilma obteve 70,41% dos votos válidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário