quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Eleição no Maranhão ainda é um mistério

O candidato comunista (agora católico e evangélico) Flávio Dino ainda não pode sair pelos quatro cantos do estado espalhando que já ganhou a eleição.

É temerário tentar passar a mensagem do “já ganhou” antes da votação final, assim como sempre nos decepcionamos quando contamos com o ovo no cu da galinha.

Em todas as pesquisas, inclusive naquelas contratadas pelo comunista ou seus aliados, o número de indecisos ou dos que siplesmente irão anular os votos ainda é superior a 50%.

Vejamos o exemplo do último levantamento feito pelo Instituto Exata/Guará. Os números apontam que 46% do eleitorado maranhense não escolheram ainda seu candidato, sem contar que 5% votarão nulos ou em branco.

Em 2010, faltando um mês para a eleição muitos apostavam em segundo turno, menos o titular do blog do Luis Cardoso que chegou a ser criticado por vários colegas jornalistas.

O cenário que se apresentava era mesmo o do segundo turno considerando o crescimento do nome de Flávio Dino à época. Mas ninguém se apercebeu do grande número de indecisos na capital.

Então a governadora passou a trabalhar sua campanha focada no eleitor de São Luís. Resultado final: ela ganhou no primeiro turno, ainda que por míseros percentuais.

O candidato Lobão Filho tem crescido na capital, mas é no interior onde fortalece mais o seu nome. Então, faltando ainda 31 dias para o dia da votação, com esse percentual expressivo de indecisos, não é seguro pegar um taça de vinho achando que é bola de cristal e comemorar a vitória antes do tempo. A virada ainda é possível


Nesta última pesquisa foram ouvidas 1.400 pessoas entre os dias 23 a 28 de agosto, sendo a margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com o nível de confiança de 95% e registrada junto ao TRE sob o protocolo MA – 00038/2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário