domingo, 17 de agosto de 2014

“Tenho compromisso com o que a perda de Eduardo nos impõe”, diz Marina Silva

De O Globo
marinaA ex-senadora Marina Silva desembarcou por volta das 15 horas no aeroporto de Recife para acompanhar o velório e enterro de Eduardo Campos, morto na última quarta-feira em decorrência de um acidente aéreo. Ela ainda não confirmou se será mesmo a candidata do PSB à Presidência, mas seu nome é dado como certo e partido já discute quem será o vice. O anúncio oficial da chapa será realizado na quarta-feira, após reunião em Brasília com os caciques do partido.
Assim que pousou na capital pernambucana de um voo comercial, Marina declarou ter senso de responsabilidade, e afirmou que vai manter os compromissos definidos com Campos. Vice do candidato do PSB na disputa pela Presidência da República, ela evitou falar sobre seu futuro político.
Durante o voo, com duração aproximada de três horas, Marina leu o salmo 23 da bíblia — que traz os dizeres “o Senhor é meu pastor, e nada me faltará” — e foi lacônica ao ser questionada sobre os rumos que serão tomados pelo PSB após a morte de Campos:
— Tenho senso de responsabilidade e compromisso com o que a perda de Eduardo nos impõe — disse, sem dar espaço para tratar das discussões com os socialistas.
Marina também comentou sobre o seu sentimento em relação ao acidente, e o fato de não ter embarcado naquele voo para seguir para Santos, como estava previsto:’
— Penso que existe uma providência divina em relação a mim, ao Miguel, a Renata e ao Molina — disse ela, segurando forte na mão da repórter, sinalizando que não pretendia mais falar sobre o assunto.
A candidata embarcou em São Paulo na manhã deste sábado, após três dias reclusa em casa. No mesmo voo, o senador petista Eduardo Suplicy também embarcou e prestou sentimentos a Marina, com um beijo na testa. Antes de voar, ela teria pedido para ver jornais e revistas, e se emocionou folheando as páginas do noticiário ao ver as imagens publicadas do aliado. Nos últimos dias, ela tem repetido muito expressões como “meu companheiro” e “eu amava Eduardo”, segundo pessoas próximas

Nenhum comentário:

Postar um comentário