quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Justiça suspende pagamento de precatórios para a Constran

Em decisão liminar, a juiz Luzia Nepomuceno determinou a suspensão do restante do pagamento de precatórios para a construtora Constran. Na decisão, a magistrada diz que observou a defesa do dinheiro público do Estado.

O Maranhão entrou para o noticiário nacional depois que foi revelado em uma reunião com agentes do Governo do Estado e Mary Pozza, contadora das empresas do doleiro Alberto Yousseff em São Luís. Ele permanece preso na Polícia Federal por desvio de R$ 10 bilhões em negócios escusos com a Petrobrás.

O governo estadual, segundo a contadora, teria firmado o acordo de pagar R$ 113 milhões dos precatórios da Constram e levaria uma propina de R$ 6 milhões. O doleiro, responsável pelo acordo, ficaria com R$ 12 milhões.

Conforme matéria divulgada desde segunda-feira pelo Jornal Nacional, da TV Globo, o governo estadual acertou pagar os precatórios em 24 parcelas de pouco mais de R$ 4 milhões mensais. Deste total, já levou uma cifra acima de R$ 33 milhões.


A decisão da juíza pode ser mantida ou modificada pelo pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário