quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Festa de Reis em Paulino Neves, a festa do povo

A Festa de Reis, que abrange múltiplas formas de expressão, tem lugar reservado, e nobre, nas festas populares brasileiras. Suas origens perdem-se no catolicismo dos países latinos, e principalmente ibéricos, fonte original da influência europeia na cultura brasileira.

O ciclo natalino reproduz comemorações milenares com as quais os povos assinalam no hemisfério norte, o início do inverno - e do verão, no hemisfério sul. O Natal herdou essa tradição milenar - foi no século terceiro da nossa era que a Igreja fez coincidir a data de nascimento de Cristo com o solstício de inverno na Europa, que ocorria em 25 de dezembro. Originalmente essa data era considerada como de nascimento do Deus Sol e foi adotada pela Igreja para facilitar a conversão de povos não cristianizados do Império Romano. Tradicionalmente, os povos latinos festejavam o nascimento de Jesus no dia 6 de janeiro que passou, desde então, a ser a festa da visita dos reis magos ao menino nascido em Nazaré.

E em Paulino Neves, ainda continua a tradição do Reisado, com a cantora e compositora do Hino Municipal de Paulino Neves Maria Helena Cabral e os demais componentes do reisado João Meruoca, Auxiliadora, Mariazinha, Angelita, Batista, Sandro Ramos, Domingas, Marinalva, Sofia, Seldamacia, Chiquinho, Rosemária, e até os jovens que gostam da cultura e tradição participam também nessa brincadeira Gabriela Reis, Netinho e Lara Reis e outros.

A festa que deu inicio no ano de 1930 na pequena cidade dos lençóis maranhenses Paulino Neves, comemorada por alguns portugueses que por aqui passaram e deixaram essa grande tradição folclórica. 

A Festa de Reis é vista, quase sempre, como o encerramento do ciclo natalino. É a hora de desmontar a árvore de natal, o presépio, e marca a volta da vida ao normal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário