terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A quadrilha que ateou fogo em ônibus e matou criança de 6 anos foi presa

Três adultos e três adolescentes, localizados ontem na Vila Sarney Filho, foram responsáveis pela tragédia que resultou na morte da menina
Saulo Maclean
Da editoria de Polícia
Depois de um trabalho de perseguição contínua, policiais do Serviço de Inteligência da Polícia Militar (SI-PM) prenderam, no início da manhã de ontem, mais três suspeitos de participação no ataque incendiário a ônibus na Vila Sarney Filho, município de São José de Ribamar, na noite de sexta-feira (3). A PM também apreendeu outros três adolescentes, um deles reconhecido como o que jogou gasolina sobre cinco pessoas que estavam no coletivo, entre elas duas crianças irmãs, uma de 1 ano e outra de 6 anos, o que provocou, inclusive, a morte da mais velha.
Larravardiere Silva Rodrigues de Sousa Júnior, conhecido como Júnior Preto, de 31 anos; Julian Jefferson Sousa da Silva, de 21 anos, e Sansão dos Santos Sales, de 19 anos, foram presos, por volta das 6h, em suas casas, na Vila Sarney Filho. Também foram apreendidos, naquela mesma localidade, outros três adolescentes suspeitos de participação nos ataques incendiários, um de 15 anos, que confessou tudo, outro de 16 anos e o mais velho de 17 anos, que foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil com os lábios e o braço esquerdo queimados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário