sábado, 21 de dezembro de 2013

Ex-prefeito de Tufilândia, MA, é encontrado com arma de uso restrito

O ex-prefeito de Tufilândia, Irinaldo Sobrinho, vai responder a processo na Justiça, após ser denunciado por moradores da cidade, que dizem ter sido ameaçados por ele. Irinaldo chegou a ser detido, mas já está em liberdade.
Ele foi preso no começo da manhã desta quinta-feira, depois que policiais civis de Pindaré cumpriram dois mandados de busca e apreensão nas casas dele, em Santa Inês e Tufilândia, onde Irinaldo Sobrinho foi prefeito.

De acordo com o delegado que cuida do caso, o ex-prefeito e também marido da ex-prefeita de
Tufilândia, Marinalva Sobrinho, foi denunciado por ameaçar alguns moradores do município. "Nós recebemos a denúncia e umas imagens nas quais ele está em uma discussão e durante a discussão ele saca uma arma. Nós fizemos algumas oitivas e decidimos representar pelo mandado de busca e apreensão, para a gente tentar localizar essa arma. O mandado foi deferido e na data de hoje demos cumprimento e tivemos êxito na localização de uma arma de uso restrito, uma pistola nove milímetros", explicou o delegado Márcio Dominici.

Um morador gravou com um celular o momento em que irinaldo sobrinho discutia em plena rua com uma pessoa. Nas imagens, o médico aparece com uma arma na mão. E a todo instante é contido por uma senhora.

A arma que aparece nestas imagens, uma pistola 9mm, foi encontrada nesta casa dele que fica na rua do mercado municipal, em Santa Inês. Ele foi encaminhado para o segundo Departamento de Polícia Civil e deverá responder por dois crimes. "Ele deve responder por posse de arma de uso restrito e falso testemunho, por ter negado a posse do armamento, no depoimento anterior", explicou Marcio Dominici, delegado.
Irinaldo sobrinho não quis falar sobre o caso, mas enviou o celular dele com uma mensagem de ameaças contra a vida dele. Em um dos trechos da mensagem, as frases "tua hora vai chegar velho" e "você vai voltar para o inferno de onde nunca deveria ter saído". A polícia vai investigar a origem dessa mensagem.
Após ser ouvido no segundo Departamento de Polícia Civil de Santa Inês, Irinaldo Sobrinho foi levado para a delegacia de Pindaré-Mirim. Ele só poderá ser liberado mediante fiança com ordem da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário